terça-feira, 19 de maio de 2015

Tecnomídias

Fulaninho, o cão que ninguém queria


     Diariamente nos deparamos com um grande número de animais abandonados. Este tipo de prática é crime, além dos maus tratos que os animais sofrem, podem causar acidentes de trânsito e transmissão de zoonoses.
          A relação entre homens e animais sempre foi desequilibrada. Os animais são utilizados como objetos para fins humanos e não considerados como seres sencientes, ou seja, capaz de sentir dor e prazer. Educação para respeitar os outros animais é essencial.
       O filme curta metragem Fulaninho, o cão que ninguém queria (2001, Brasil: 18 min.) conta a história de um cão abandonado e trabalha a questão da posse responsável de animais domésticos. Com o objetivo de conscientizar os alunos sobre a posse responsável de animais domésticos, controle populacional desses animais, a fim de evitar futuros abandonos, foi desenvolvido esse projeto em Tecnomídias com os 4°s e 5ºs anos.
        Os alunos assistiram o filme ao filme e depois fizeram uma roda de debate mediada pela professora Ivani.
Nas aulas seguintes, parte da turma se alteravam para trabalhar a questão do abandono e a posse responsável, entre o programa Tux Paint e outros na mesa desenhando, pintando e recortando imagens variadas de cães.
Para concluir o trabalho foi montado um mural com o formato de um cão onde cada aluno ia colar seu trabalho produzido.

     





Nenhum comentário:

Postar um comentário